Nova Metrópole - Topo

Rionegro e Solimões



Dupla sertaneja formada por José Divino Neves, o Rionegro (nascido em 22 de fevereiro de 1962, em Claraval) e Luiz Felizardo, o Solimões (nascido em 12 de abril de 1962, em Claraval), os dois cantores começaram suas apresentações em Franca, interior de São Paulo, em 1982. Amigos de infância, deixaram seus respectivos empregos em uma fábrica de sapatos onde trabalhavam juntos para se transformarem numa referência para a música sertaneja atual.

O nome da dupla quer dizer que "brasileiros são fortes" pois a inspiração direta veio do Rio Amazonas e seus dois afluentes principais, os Rio Negro e Rio Solimões. Rionegro e Solimões contam que foram inspirados pelos clássicos Tonico e Tinoco e Milionário e José Rico. Porém, as violas caipiras que os ídolos carregavam foram substituídas ao longo dos anos pelos violinos típicos do country norte-americano, enquanto os arranjos deixaram as toadas intimistas do seresteiros para se aproximar do pop, com uma variedade grande de estilos desfilando pelas músicas de cada álbum.

Discos de ouro, platina e diamante acabaram se tornando comuns ao longo dos anos. Da mesma maneira, as aparições em quadros dos populares como Programa do Ratinho, Domingão do Faustão, Raul Gil e Hebe. Rionegro e Solimões já alcançaram a impressionante média de 26 shows por mês, arrastando multidões de até 50 mil pessoas em turnês nacionais. Os maiores índices de público passam por cidades como Brasília, Londrina, Americana, Uberlândia, Franca e Barretos.

Entre os principais sucessos da dupla estão "De São Paulo a Belém", "Esperando na Janela", "Frio da Madrugada", "Bate o Pé", "Sola da Bota", "De Bem com a Vida", "Vida de Cão" entre diversas outras que caracterizam bem o "arrasta-country" pelo qual os dois são conhecidos.


Fonte: www.letras.com.br


 

Postar um comentário

0 Comentários